Monsaraz e uma cabana

O Alentejo tem sempre o seu encanto seja alto ou baixo e Monsaraz é um deles. A paisagem é tipicamente seca, com leves pinceladas de verde dos sobreiro e oliveiras e um recorte incrível feito pelo Alqueva. Este Alentejo é ondulado, o vento sob e desce sobre os montes e a vista é ainda mais bonita.

Algures entre uma planície e outra encontrei o amor e uma cabana. Sou fã de cabanas de madeira, de casas escondidas entre árvores e o céu… e aqui encontrei uma.

Monte Mi Vida

Uma casa modular feita de madeira, virada para uma planície de perder de vista, com 3 quartos, um alpendre, uma cozinha boa para nos divertirmos a cozinhar. E as surpresas desta casa?

De vários airbnb’s que já visitei creio que esta casa foi a mais bem equipada com tudo. Aqui não falta nada na cozinha. Nada! Tem uma lavandaria, tem grelhadores de vários feitios, tem os detergentes todos e afins, acessórios. Nem damos conta que estamos fora de casa e que falta alguma coisa. Só mesmo levar a comida.

Com um welcome bastek à nossa espera bem recheado de produtos da zona e um belo vinho para o jantar, a Andrea recebeu-nos aqui mais que bem. Vinda da Alemanha, com passagem pelo Canada que aqui encontrou o amor pela terra. As influências do Canadá estão presentes em todo o lado.

E outra surpresa. Uma sauna na sauna já que estavam 30º quando chegámos. Mas aqui também tem uma sauna que podemos usar, da parte de fora casa.

Um fogo de conselho! Que giro. Apesar de não podermos fazer fogueiras nesta altura é um canto bem giro desta casa também e que merece que voltemos no Inverno.

A piscina é a 5 passos da cabana, fica na casa da Andrea, mas estivemos completamente sozinhos e à vontade. Óptimo para refrescar e dar um mergulho mas confesso que a cabana é tão gira que apetece mais aproveitar o campo do que a piscina.

A capital da Olaria

São Pedro do Corval é a vila que se faz de barro e pelas mãos de quem sabe. A olaria no mais tradicional que há. Merece uma visita e deixar os mais pequenos absorver de como das mãos dos artesãos se fazem coisas incriveis.

No Rui Patalim e Nélia Patalim podem ver ao vivo a arte em ação e comprar muita coisa de perder a cabeça. De um lado Nélia segue o seu estilo do outro o irmão Rui segue o seu.

O gin do Alentejo

É em Monsaraz que o Sharish é feito. O Gin lentamente destilado no Alentejo. Podem fazer visitas. são gratuitas e duram cerca de 30 a 45 minutos.

É dos meus gins preferidos. Merece a visita ou pelo menos ter uma garrafa em casa.

O que veio de uma brincadeira de fazer um gin para amigos, tornou-se num império de referência no mercado das bebidas pelas mão de António Cuco, que conheci em 2014 quando o Sharish dava os seus primeiros passos marcando presença no Gin Tasting em Lisboa.

Uma terra de encantos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You May Also Like